Ponte de Arco-íris

A missão comum de todos os espíritos encarnados na Terra é o autoconhecimento, para autorealizar-se e desenvolver o potencial de co-criação, isto é, herdeiros do Pai/Mãe Criador.

Desenvolvendo maior confiança, também adquirimos a capacidade de manifestar diante de nós, a entidade de Luz, Eu Superior, AUMAKUA, que permeia nossos corpos para instruí-los.

Então o processo de canalização, de trazer informações de outro ser, não mais se faz necessária, pois cada um pode ativar a conexão com todos os seres, numa mesma consciência cósmica. Nós somos todos e todos são nós.

Os portadores do alvorecer somos nós, os pleiadianos somos nós, os seres capazes de fundir a energia do cosmos com a energia da Terra. Somos seres pensantes da Terra, os guardiões da Luz.

As energias do cosmos estão sempre vindo à Terra, as energias da Terra estão sempre indo ao cosmos. A humanidade cria a ponte sagrada entre a Terra e o Céu. Alguns chamam a “ponte de Arco-íris”, a refração da Luz, a fusão das energias para que a luz surja dentro de cada um, expandindo a consciência na compreensão de que tudo é feito da mesma Luz.

O aproveitamento dessa Luz em lucidez, auto-consciência, suplanta a auto-indulgência, a depreciação de si e dos outros.

Força, fraqueza, coragem, tristeza, são posturas que a consciência, em sua dança de tecer realidade, escolhe para se manifestar.

Luz é informação, amor é criação e no fim do “Arco-íris” o pote do tesouro, também é você.

Evoluímos quando compreendemos que a humanidade como espécie é uma só entidade.

“Ninguém é uma ilha e sim integrante do todo. Todos fazemos parte de um continente.” (Hemmingway)

Compaixão então é nosso sentir uns pelos outros, como parte integrante do todo. Compaixão por todas as coisas, todos os eventos, sem julgamento. À medida que diminui o julgamento, aumenta o amor universal.

Difundir amor e conhecimento: 9721854218
Proteção Divina: 8888
Eu Superior: 864
Gratidão ao universo: 5148123