Contaminação Vibratória

As energias liberadas pelos seres vivos, se interpenetram e se inter-relacionam, vivemos em um oceano de energias.

Comumente se atribuem a micróbios e vírus a origem das doenças, sem se dar conta que existem causas mais sutis provocadas por emanações que vem do espírito humano e do universo que o cerca, que são as contaminações vibratórias.

Enquanto a medicina trata das doenças, sintomas, que são “efeitos”, as “causas”, que são mais sutis, continuam desconhecidas.

As energias interna inconscientes, tais como a raiva, frustração, medo, desilusão, traumas, fazem as pessoas adoecerem e todos têm alguma experiência desse tipo.

Porém enquanto a raiva adoece, o amor, a amizade, o carinho, curam.

Uma boa técnica, usada para combater a contaminação vibratória, é a hipnose, auto-hipnose, que é considerada, sob a ótica Huna, um estado de poder, uma profunda concentração do Unihipili, uma condição especial, que alcança qualquer distância do espaço/tempo, pois já é constatável que algo que aconteceu no passado, ainda pode estar influenciando o que está acontecendo no presente.

A hipnose pode se tornar uma boa vacina para todas as doenças, porque atua nos corpos sutis e nos diferentes níveis de consciência.

Para atingir esse estado, basta entrar em meditação e se conectar via Unihipili, com as fontes de energia do universo, usando o recurso da visualização.

Assim como existem estados alterados de consciência que causam distúrbios mentais, emocionas e físicos, outras alterações da mesma natureza, mas de melhor frequência, promovem saúde e bem-estar.

Quando Paracelso dizia que o poder astral é muito mais atuante que o poder da medicina, estava intuindo a idéia de frequência e de campo energético.