O Despertar da Entrega

No ensolarado jardim de meus sonhos de lembranças mil,

Iluminado pelas cores do arco íris adquiridas passo a passo,

Através das vivências sentidas nas lembranças de milênios idos,

Sentíamos o fragor da brisa suave anunciando a almejada fé;

Surpreendetemente o tempo juntou-se ao espaço surgindo Po,

Marcando a indivisível linha entre as ilusões e a realidade.

O despertar do poder desse sentir anunciava a desejada permissão

De eliminar das trilhas de nossas viagens as dúvidas vindas do medo,

O grande príncipe regente causador de nossos sofrimentos e crescimentos.

A doce tranqüilidade tudo unia, eliminando limites que impedia a paz,

Propiciando momentos de uma verdadeira, necessária e integradora crença

Que trazia em seu seio a possibilidade de se sentir a fé sem dúvidas,

Responsável pela satisfação de qualquer desejo quando assim focalizado.

Dispusemo-nos à grande entrega.


Sebastião de Melo

O Conhecimento dos Segredos da Vida