Associação de Estudos Huna

Artigos

O Princípio do Fim

Estamos vivendo mudanças que denotam o princípio do FIM, de velhas crenças, sistemas de política e economia, educação e a maior parte daquilo que era aceito por fé, sem questionar.

Da mesma forma que nossos olhos recebem a LUZ e o nosso cérebro usa a informação para criar as experiências de ver as coisas, nós recebemos a informação e a energia e criamos aquilo que é realidade para nós.

Só ao assumir a concepção do primeiro princípio IKE, DE QUE CRIAMOS NOSSA PRÓPRIA REALIDADE, assumimos a responsabilidade pelo que experienciamos e criamos, e que podemos ir além e entender o que acontece no coletivo. “O que acontece no coletivo é reflexo daquilo que cada pessoa é.”

Essa época é evidentemente o FIM de um sistema de crenças, baseado no medo, na culpa e na limitação, a velha luta pela sobrevivência.

Todos os velhos padrões estão ruindo em todos os setores e em todo mundo.

Essas mudanças incluem também as dimensões espirituais de nossos EUS e nossa própria multidimensionalidade.

Melhor não resistirmos as mudanças, para não criarmos doenças, que são desajustes, desarmonias e manifestações de energias mal direcionadas. Passamos a compreender que somos a soma dos nossos EUS interiores. Tudo que percebemos é reflexo de nós, porque tudo é CONSCIÊNCIA.

Vamos então aproveitar essas mudanças planetárias para sair do casulo de nossas crenças e de programas que já não se sustentam, para começar uma nova VIDA. Vemos muitos se debatendo para não abrir mão do falso conforto e segurança de seus casulos.

Mas tudo isso também é oportunidade de exercitarmos a coragem e com serenidade, não com luta, ir desbloqueando o medo e a desconfiança, e ir desbravando um novo caminho, use o seu AMOR por si mesmo e sua COMPAIXÃO pelo humano e o CORAÇÃO, abre o caminho.

Passamos a compreender que somos a soma dos nossos EUS interiores. Tudo que percebemos é reflexo de nós, porque tudo é CONSCIÊNCIA.

Visualização:

– Veja-se projetado com seu corpo de imaginação, em um lugar além do espaço/tempo. Você percebe esse eu projetado está envolto de um casulo de fios que você teceu com suas crenças e aceitação da autoridade dos outros sobre você. Você sabe o quanto a vida mudou e elas não servem mais, se tornam incômodos e limitantes. Mas pela ação da sua vontade, você clama pela LUZ, do seu EU MAIOR, que o impulsiona a desfazer as amarras, com gestos suaves e precisos, você vai desfazendo os fios em luz colorida e formando um ARCO-ÍRIS, uma ponte que o liga com tudo aquilo que você quer vir a ser. LUZ refratada em cores que você projeta para o seu melhor projeto, a sua meta de vida, de trabalho, de relacionamento.

Acredite em você, no seu potencial criador e sustente essa ponte de arco-íris, ligada à cada uma de suas metas.

Não tenha pressa, respire diversas vezes e a seu tempo, vem retornando para a dimensão corpórea, mas sentindo-se muito BEM.

ALOHA MAHALO

Deixe um comentário