Associação de Estudos Huna

Artigos

O Corpo Físico

Nosso corpo é como uma maravilhosa sincronia. Se cada peça está cumprindo sua função, o conjunto trabalhará de forma perfeita.

Ele é flexível e se molda de acordo com as vibrações emitidas pela mente, que recebe as impressões do espírito que o anima e sustenta.

Cada um de nós é responsável pela manutenção de um corpo saudável, sintonizando com as frequências mais apropriadas que possamos encontrar no planeta e suas esferas sutis, que nos rodeiam.

De acordo com o que pensamos e sentimos, sintonizamos com as vibrações irradiadas e moldamos nosso corpo. Para nos mantermos saudável, precisamos educar a mente, cuidando dos pensamentos, que suscitam as emoções e dessas partículas de consciência depende o funcionamento de cada uma das partes do organismo.

Quando um pensamento negativo, como o “medo” ou a frustração, se apoderam da mente, esses pensamentos e sentimentos emitem radiações perniciosas, altamente prejudiciais ao organismo, e todos temos essa experiência em maior ou menor grau.

Todos já comprovamos, por experiência própria, que o nervosismo, a tenção, o stress, bloqueiam o livre fluir da energia, enrijecem os músculos, causam desconforto e mal estar.

Por isso é que buscamos incessantemente uma transformação interior, um aprimoramento interno e para isso estamos aqui. E esse é um trabalho que ninguém pode fazer pelo outro, apenas cada um pode fazer por si mesmo.

Hoje já é testado e comprovado que os pensamentos afetam as pessoas, os animais, o ambiente, as plantas ao nosso redor, mas os primeiros a serem afetados são os nossos próprios centros energéticos, ou sistema de Chakras, que manifestarão saúde ou debilidade, segundo a qualidade de cada pensar e sentir.

Dai está bem fundamentada a “observação de si mesmo”, mantendo a consciência de que o veículo físico que usamos, é o meio pelo qual o nosso SER essência se expressa nesse plano.

Tome consciência de que você mora no corpo e permaneça atento, desperto, como um porteiro alerta, que pede credenciais a todos os que entram.

Revise os pensamentos, não permitindo a entrada na sua morada, os pensamentos que tragam dúvidas, discórdia, medos e insegurança.

E deixe passar, acolhendo os pensamentos de amor, perdão e fraternidade. E diga para si mesmo “EU SOU A PORTA” e permito a entrada de tudo que eleve suas vibrações e lhe traga mais energia.

E já que compreendemos que os pensamentos negativos roubam energia, baixam nossa frequência e luz, a auto-estima, o PODER e além disso, deixam-nos à mercê de forças involutivas. Porque sempre é nós que atraímos os nossos obsessores, sejam eles encarnados ou desencarnados. Vamos nos precaver, para manter nossa identidade ligada com nosso EU SUPERIOR, com nossos Amparadores, mestres e isso depende muito mais de nós do que deles.

Assim concluímos que por nossa baixa frequência, invigilância e negatividade e por compactuarmos com os problemas, dificuldades e outras formas pensamentos de mesma frequência, atraímos doenças, miasmas, parasitas energéticos. E que a doença do homem é a mesma doença da humanidade: a ignorância sobre si mesmo, sobre suas questões existenciais mais profundas e transcendentes.

Artigos

Auto-Cura

A doença do homem é a mesma doença da humanidade, a “falta da verdadeira visão” sobre suas próprias questões profundas e transcendentais.

Embora todos os benefícios da medicina alopática, ela tem um aspecto prejudicial no que tange à “consciência”, por transformar o paciente em vítima impotente e não um participante ativo de todo o processo. Pois a cura da doença vem junto com a cura da visão distorcida da humanidade.

Quando o mundo for realmente de PAZ e progresso, justiça, fraternidade e igualdade, as doenças serão raras, pois estarão praticamente curadas em suas causas, isto é, no nível sutil de seus pensamentos e sentimentos.

A doença continua sendo vista apenas em seu aspecto físico, sem considerar que a origem é a nível sutil, de corpo mental, emocional e sistema de Chakras.

A cura de doenças implica numa cura de crenças. Pessoas nervosas sofrem do estômago, plexo solar.

Pessoas tristes sofrem de problemas de coração e pulmão, chakra cardíaco.

Raiva afeta o fígado. Cristalizada, gera cálculos biliares.

Medo, afeta os rins, a mágoa, a bexiga, o endurecimento, afeta as articulações.

Por isso, tratamentos psicológicos, homeopatia, que são mais vibracionais, energéticos, bem como os florais, por seus maiores níveis de sutileza, como também, a psicobioenergética, que atua diretamente nos corpos energéticos, são mais adequados na cura das causas.

A cura vem do alinhamento da persona com a essência, perpassa o corpo físico, o corpo astral ou emocional, o corpo mental, o corpo causal, o corpo atômico, o corpo monádico, o Adi ou Brahman, ligado ao todo.

Toda cura verdadeira é AUTO-CURA.

Artigos

Usando o Corpo para Liberar o MEDO

O medo que começa com um pensamento, um sentimento, uma crença ou uma expectativa, e acaba armazenado em seu corpo como sintoma, tensão física e respiração inibida.

Medo sempre é armazenado como tensão, vejamos então zonas de medo no corpo. Trabalhe devagar e pacientemente, gentil, mas profundamente, com uma atitude ritualística e de respeito pelo corpo. Comece com uma carícia:

  • PÉS: (medo de você  mesmo), force e flexione cada dedo. Trabalhe o peito do pé, em torno dos ossos do calcanhar e profundamente na sola dos pés.
  • PANTURRILHA E CANELAS: (medo de ação), suavemente, ao longo de cada lado das canelas, trabalhe profundamente as partes superiores e inferiores das panturrilhas.
  • JOELHOS: (medo da morte) libere o lado interno/traseiro do joelho, mova a rótula em círculos e trabalhe profundamente na parte posterior do joelho.
  • COXAS: (medo de capacidade insuficiente), trabalhe em torno da parte superior da coxa e da virilha, todos os músculos em torno do osso pélvico e profundamente nas coxas.
  • ÓRGÃOS GENITAIS, INCLUSIVE OS OSSOS ÍSQUIOS E CÓCCIX: (medo da sexualidade) trabalhe tenuamente em torno dos genitais, do ânus e do cóccix.

(Revista FEEU: primavera/verão 2003)

Artigos

Interagindo com a Sombra

Se não convivermos com a nossa sombra, seremos caolhos, vemos com um olho só, sem incorporar a outra metade e acabamos sendo cruéis com os outros, cobradores, duros cobradores, nos descontando nos outros.

A santidade não é unilateral, só buscamos a luz, o brilho, a virtude, se conhecemos o outro lado. O caminhos da percepção ou do equilíbrio engloba tudo, a partir de um núcleo profundo que se cria, vai atraído o denso e o escuro, o sutil e o claro, os anjos bons e os anjos ruins.

A intenção é integrar essas forças de forma criativa e benfazeja.

Importa é acolher a nossa sombra, a nossa pequenez, a nossa mediocridade.

A condição de ser adultos, humana e espiritualmente, é de assimilar a condição diabólica (ignorância, medo), junto com a condição simbólica.

No caminho da espiritualidade há LUZ e SOMBRA, os obstáculos nos obrigam a nos auto-superar. Como dizia Nitzsche: “o que não nos mata nos fortalece”.

Só lidando com os opostos pode-se ir além de todos os opostos. Deus é compassivo com quem precisa de compaixão.

Reconciliar esses arquétipos dentro de si, buscando a totalidade humano/divina, se movendo do meio do núcleo energético anímico, da profundidade abissal do ser humano. Não negue, mas também não se deixe levar pela sombra. Acima de todas as conquistas e dons, está o “vencer a si mesmo”, voluntariamente. E acolher a negatividade é a verdadeira alegria. É aquela sensação de gratificação, ou iluminação, êxtase, ou biblicamente: Espírito Santo.

Alegria genuína é conviver com a negatividade e ser mais forte que ela. É crer na força interior da Luz. Um pouco de luz que se ascenda de noite, brilha por ela mesma e mostra o caminho.

Você pede a Deus para ser mais forte que as ondas? Ou prefere ficar na praia tranquilo, sem confrontar o mar.

A fé tem como oposição, não o ateísmo ou a negação de Deus, a oposição da fé é o MEDO. quem tem fé, não tem medo.

A fé útil é a que pede a Deus: “me entende, me proteja, me dê saúde, inteligência. A fé plena, a fé preciosa é quando nada se pede a Deus. É a que expressa o Deus que existe em você. A preciosa tem o efeito da superação de todos os medos e por acréscimo, advém a alegria, a jovialidade, a leveza da vida.

São Francisco dizia: “um santo triste é um triste santo”.

A alegria advém da certeza de que Deus é amor, sempre perdoa, por piores que sejam as nossas sombras.

A maturidade humana/espiritual é estar em casa, que é a casa do pai/mãe espiritual que habita o templo de carne, que por ora é a nossa própria casa.

Artigos

A Busca do Próprio “Eu”

Passamos a vida procurando por nós mesmos e tudo que vivenciamos nos fala disso. O corpo, através dos sintomas, induzem a isso.

Somos seres vibracionais e vibramos uma energia que é sentida por todos, mesmo que não estivermos cientes disso.

É chegado o momento de nos tornar conscientes de qual vibração estamos oferecendo ao mundo e como podemos qualificá-la para si próprio e por ressonância, para o meio. Uma vibração qualificada, deliberada, focada e CONSCIENTE.

“TUDO VIBRA E ESTÁ SE COMUNICANDO, REAGINDO E INTEIRANDO-SE COM OUTRAS COISAS QUE VIBRAM EM NOSSO UNIVERSO.” (teoria das cordas)

Mantenha seus pensamentos CLAROS, centrados e objetivos, essa é a maneira mais simples de você ajudar a mudar o mundo.

Os ANJOS, AUMAKUAS, nos lembram que uma vez que você comece a oferecer as suas vibrações com propósito, então, estará no controle de sua experiência. Tudo tem uma vibração, desde uma rocha a uma flor e além. Essas vibrações, apesar de sutis, afetam tudo ao redor e atraem vibrações semelhantes.

Use sua imaginação para visualizar que os seus “sonhos” já se tornaram realidade. Permita que o seu coração se expanda com gratidão e alegria, por já ter realizado o seu propósito e use a emoção para acelerar as manifestações desejadas.

Em pouco tempo você estará desfrutando de resultados tangíveis. Permita que essa energia seja o ponto focal quando você dedicar tempo para imaginar sua vida, uma vez que tenha alcançado o seu objetivo. Sua IMAGINAÇÃO é a habilidade de focar seus pensamentos firmemente em seus objetivos, IMAGINAÇÃO é a “VARINHA DE CONDÃO” da criação.

As vibrações de cada ser influenciam o universo e compõe a teia da vida. Pense em “quanto” isso torna poderoso o seu pensamento, palavras e sentimentos e escolha com sabedoria, cada um deles. Deixe as suas ações ditarem a vibração que você deseja ver no mundo.

A orientação dos ANJOS/AUMAKUAS, é que quando você se tornar mais consciente e responsável pelas vibrações que você está oferecendo ao mundo e manter uma frequência focalizada no propósito e com propósito, você perceberá o mundo ao seu redor mudando para melhor e cada vez MELHOR.

IKE LA’A KEA