A Criatividade

A Criatividade

A alegria da criatividade flui através de nós como respiramos, nossas mais ínfimas experiências dependem dela.

Nossos sentimentos têm realidades eletromagnéticas, se lançam para fora, afetando a atmosfera, agrupam-se por meio de atração, criando áreas de eventos e circunstâncias que se aglutinam “em matéria”, na forma de objetos ou como eventos no “tempo”.

Alguns sentimentos e pensamentos são traduzidos como estruturas que que chamamos de objetos, onde percebemos como espaço. Outros são traduzidos como estruturas psicológicas, chamadas de eventos, onde percebemos existir no que chamamos de tempo.

Espaço e tempo são postulados básicos, aceitamos ambos, presumindo que nossa realidade esteja enraizada em uma série de “momentos” e em uma “dimensão de espaço”. Nossa experiência interior é traduzida nesses termos. A duração de um evento ou objeto no espaço ou tempo é determinada pela intensidade dos pensamentos ou emoções que lhe dão origem. A duração no espaço, porém, não é a mesma que no tempo, embora possa parecer que sim.

Um evento ou objeto que existe brevemente no espaço pode ter uma duração muito maior no tempo. Pode ter uma importância e uma intensidade muito maiores existindo em nossas memórias, muito depois de ter desaparecido no espaço.

Um evento ou objeto não existe simplesmente de modo simbólico dentro de nossas mentes ou memórias, esta realidade, continua como um evento no tempo. A realidade do objeto no espaço não é aniquilada, desde que exista dentro de nossas mentes.

Um objeto preferido, pode ser vividamente lembrado. O espaço do objeto pode carregar sua impressão. Conforme nossa identificação com um objeto, pode persistir em nós, mesmo depois do mesmo ter desaparecido.

Deixe uma resposta