Tempo Simultâneo

Tempo Simultâneo

Não podemos sentir culpa e apreciar isto em um nível consciente. Ao nos percebermos e nos recriminarmos por causa de algo que fizemos ontem, ou há dez anos atrás, não estaremos sendo virtuosos, estaremos provavelmente, envolvidos com a culpa artificial. Mesmo que tenha ocorrido uma violação, a culpa natural não envolve penitência, é uma medida de precaução, um alerta antes de um evento. “Não torne a fazer isso”, é a única mensagem posterior. Uma percepção de “tempo”, mas ele é simultâneo. Em sendo simultâneo, a punição não faz sentido. A punição como evento, e o evento pelo qual estaríamos sendo punidos ao mesmo tempo, e uma vez que não existe passado, presente nem futuro, poderíamos dizer que a punição veio primeiro.

A reencarnação é uma interpretação da mente consciente em termos lineares e distorcida. É uma interpretação criativa, porque a mente consciente brinca com a realidade como ela a entende.

Assim não há qualquer carma a ser pago como punição, a menos que acreditemos que existam crimes pelos quais precisamos pagar. Quanto maior nosso “período” de reflexão, mais longo o tempo que parece passar entre eventos. Pensamos que há um corte temporal entre reencarnações, que uma segue a outra como um momento parece seguir outro. Nossa percepção de uma realidade de causa e efeito, criam uma hipótese da realidade segundo a qual uma vida afeta a vida seguinte. Em nossas teorias de culpa e punição, geralmente imaginamos que vida é obstruída por culpas produzidas na última vida, acumuladas através dos séculos.

As existências múltiplas são simultâneas e ilimitadas. Em nossa linguagem, a mente consciente está crescendo rumo a uma compreensão da parte que precisa desempenhar em tal realidade multidimensional. É suficiente entendermos nossa parte nesta existência. Quando compreendermos plenamente que formamos o que pensamos ser nossa realidade atual, tudo o mais irá encaixar-se. Crenças, pensamentos e sentimentos são instantaneamente materializados fisicamente. A realidade terrena deles ocorre simultaneamente com seu início, mas no mundo do tempo, parecem ocorrer lapsos. Uma coisa causa a outra, tudo ocorre ao mesmo tempo.

Nossas múltiplas vidas estão ocorrendo como a realização imediata de nosso ser na expansão natural de nossas habilidades multifacetadas. “Imediatamente” não significa um estado terminado de perfeição nem uma situação cósmica em que todas as coisas já foram feitas, pois todas as coisas estão em constante vir-a-ser. Estamos nos formando, presente, futuro e passado, ainda estamos vivendo no que achamos que já está feito. Ademais, estamos experimentando eventos dos quais não nos lembramos, em que nossa consciência sintonizada linearmente não pode perceber nesse nível.

Deixe uma resposta