As Energias Não Se Perdem

“As energias não se perdem… Eu não preciso ir lá e fazer comícios para converter os outros, pois isso é coisa muito secundária!

Eu devo apenas continuar a viver na minha alta-voltagem de potencialidade espiritual.

Se eu tiver oportunidade para falar aos outros, então, tudo bem! Mas, o principal não é isso!

E então, quando um único homem chega à plenitude do amor ele beneficia a muitos milhões!

(…) Receberam uma irradiação, não se sabe donde – existe uma emissora longínqua que irradia suas ondas por todo o mundo, e algum receptor pega as ondas irradiadas não sabe donde vem e tem a vontade de não odiar mais, de não matar mais ninguém e passa ter a vontade de ter fraternidade com seus irmãos… Converte-se!

Eu não o posso converter, mas ele se pode converter. Mas eu posso criar em torno dele um ambiente, uma atmosfera, uma aura, uma vibração, uma egrégora tão propícia, que ele está enfastiado de seus ódios e está com fome de ser bom. Isto é a constância das energias das energias espirituais do mundo…

Nenhuma energia se perde, todas as energias se perpetuam e se transformam.

Por isso, se neste retiro silencioso, deste santuário do silêncio, aqui no meio do mato, houver uma só emissora de espiritualidade que tenha a experiência real da presença de Deus e que esteja com a vontade de viver de acordo com essa experiência em forma de vivência ética entre os homens, já temos então, o inicio da nova humanidade.

A nova humanidade não vem amanhã, diz o Mestre, o novo mundo não vai começar, o novo mundo já começou!… Mas, vós não o vistes!

Vós é que sois o novo mundo em embrião, em semente -potencialmente cada um de nós é o novo mundo, cada um de nós é o Reino de Deus!

Falta agora, passar da potencialidade para a atualidade, passar da semente para a planta e é por isso que nós estamos aqui, para despertar a nossa potencialidade e transformá-la em atualidade!

E depois, vem a consequência de tudo isto: a vivência ética e individual e social – que não é outra coisa do que o transbordamento irresistível da nossa experiência mística da presença de Deus.

Vamos abismarmos profundamente nesta verdade e que a possamos viver futuramente!”

Palestra do Prof. Huberto Rohden, feita num Retiro Espiritual, na Alvorada, gravada por J.B. Castro

Deixe uma resposta